Segunda-feira, 5 de Junho de 2006

Clarisse

Clarisse
Eu já te tinha disse
Que o dito por não dito
Era a coisa mesmice

Clarisse
Eu já te tinha dote
Que o dote por não dote
Não queria dizer pescoço
Até à data

Clarisse
descaradamente
Finjo-te em falsete
Alarvemente corrijo-te
Estupidamente atinjo-te
Eu no pingarelho
E tu no atalho

A coisa não anda boa
És tu!
Que os parolos há muito
Conta disto tomaram
Modernamente jovens
Repetem seus pais
Têm direitos adquiridos
Os caducos

Paz às suas almas inocentes.

Vivam as pazes
Que cheiram a fezes

Eia!
publicado por João Gil às 00:34
link do post | favorito

mais sobre mim

Playlist da semana

Windows Media Player:
Listen to My Radio on MediaMaster.com ITunes:
Listen to My Radio on MediaMaster.com

arquivos

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

subscrever feeds