Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

À frente da câmara

Aqui

publicado por Baggio às 23:58
link do post | favorito

Atrás dos flashes

Aqui

publicado por Baggio às 23:54
link do post | favorito
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Informação

PORTUGAL BLOQUEIA DIRECTIVA EUROPEIA SOBRE ALARGAMENTO DA PROTECÇÃO DOS DIREITOS DOS ARTISTAS E

EDITORAS PARA 70 ANOS

 

 

Os factos mais importantes são os seguintes:

 

  • Portugal faz parte de uma minoria de bloqueio de países da EU que está a impedir a adopção de uma proposta de Directiva que aumenta a duração da protecção das gravações sonoras para os Artistas e Produtores para 70 anos na Europa.

 

  • Actualmente a UE prevê um período de protecção de 50 anos, que é o mínimo a nível mundial. Muitos outros países já prevêem uma protecção superior, como os Estados Unidos (95 anos), a Austrália, Brasil, Índia e Singapura (70 anos).

 

  • Constitui uma frustração o facto de Portugal não estar a apoiar esta proposta. Na ausência de acordo relativamente a esta proposta, muitos Artistas Portugueses, incluindo alguns grandes nomes do Fado, vão ver, à semelhança de muitos outros Artistas Europeus, as suas gravações caírem no domínio público em vida. Isto significa que vão perder o rendimento do seu trabalho (o trabalho de uma vida!) relativo às suas primeiras gravações na parte final da sua vida, numa altura em que mais precisam dos rendimentos do seu trabalho.

 

  • Por outro lado, é também muito injusto que os Artistas sejam discriminados relativamente a outros criadores, como seja o caso dos Autores, cujo trabalho está protegido durante toda a sua vida + 70 anos.

 

  • É por isso que mais de 38.000 Artistas de toda a Europa e 328 Artistas Portugueses assinaram uma petição para pedir que e EU aumente a sua protecção.

 

  • Um período de protecção maior vai também permitir que as editoras reinvistam os resultados no desenvolvimento da música Nacional e em novos talentos bem como na diversidade disponibilizada aos consumidores.

 

  • Por outro lado, a presente Directiva prevê a constituição obrigatória de um fundo de 20% das receitas de exploração do reportório gravado durante o período entre os 50 e os 70 anos, sendo que este fundo reverte integralmente a favor da parte economicamente mais desfavorecida no processo de gravação: os músicos.

 

  • Esta Directiva contém medidas de forte impacto social positivo: primeiro o fundo referido no parágrafo anterior e também a obrigação de disponibilizar ao público todo o reportório gravado que está em arquivo das editoras sob pena de, não o fazendo, perderem os respectivos direitos a favor dos Artistas.

 

  • A Directiva em questão foi aprovada no Parlamento Europeu no passado dia 23 de Abril com uma mais do que confortável maioria: 377 votos a favor, 178 contra e 37 abstenções.

 

  • É fundamental que o Governo Português altere a sua posição apoiando os Artistas Europeus e Portugueses e as indústrias culturais da Europa. Caso Portugal altere a posição que tem defendido, a minoria de bloqueio desaparece e a proposta pode avançar desde logo, mediante um acordo entre a Comissão e o Parlamento Europeu. Bastam os votos de Portugal para a Directiva ser aprovada!

 

  • Qualquer adiamento desta questão, pode comprometer irremediavelmente a aprovação desta Directiva uma vez que a inclusão do audiovisual vai levantar uma série de novas questões (essas sim bastante mais atrasadas na formulação de soluções legislativas). O audiovisual pode e deve ser abrangido mas a seu tempo e sem prejudicar o que está pronto a avançar. Se fosse simples, os Actores do audiovisual Português que se têm expressado junto do Primeiro Ministro seguramente não teriam apoiado esta Directiva que só se refere à música.

 

  • Ao contrário do que o Ministério da Cultura fez saber, o momento útil para introduzir alterações já passou há muitos meses. Falar em alterações neste momento equivale a “matar” a Directiva e não a um melhoramento da mesma.

 

publicado por João Gil às 22:39
link do post | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Já se twitta

 

Aqui.

 

publicado por Baggio às 22:37
link do post | favorito
Sexta-feira, 20 de Março de 2009

Abstinência em África

Defendi aqui, há uns desabafos atrás, que a igreja católica se devia remeter a um papel mais recuado em questões da sociedade civil, tal como o casamento entre pessoas do mesmo género.

Posso não concordar com estas opiniões, mas tenho a sensação de que outra coisa não seria de esperar; vindas de onde vêm. 

Na questão da SIDA em África, a igreja insiste nas opiniões mantendo a coerência que se lhe reconhece. E sugere a abstinência. Em África... 

Não fosse o poder e o dinheiro que o Vaticano ostenta, e que a faz ter o poder de influenciar e controlar ainda as sociedades onde durante dois mil anos vigorou, diria que seria apenas mais uma posição entre outras de uma qualquer organização.

A Igreja vira as costas a um caso de saúde pública? Tudo bem. Não. tudo mal. Mas fará o que entender com os seus fieis. 

Nós registamos o sucedido.

Que mais se pode exigir da igreja, quando o que se pretende é a separação total do estado com os compromissos religiosos.

Neste caso a igreja presta um mau serviço à humanidade (?). 

 

Um dia, haverá alguém, em Seu nome, a pedir desculpa (?).

 

 

 

 

 

publicado por João Gil às 22:39
link do post | favorito
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Parvónia

Já não há dúvida.

Os parolos e os parvónios tomaram conta de tudo.

Vê-se pelos media a atenção que lhes é dada. 

No outro dia era porque um inglês qualquer gostava muito de queijo de Azeitão, agora é porque o cão de água português vai habitar a casa branca.

Um destes dias vem a lume que o alfinete-de-ama que sustenta o broche de alguém importante no mundo é de origem portuguesa, e depois começam os sarilhos com a polícia.

 

Valha-nos Deus.

publicado por João Gil às 15:38
link do post | favorito

Donde vêm?

 

José Sócrates tem um tom algo seminarista na voz...

Paulo Rangel tem uma naifa na voz que até doe...

 

Não sei se resulta, a mim, irrita-me saber que aqueles seres de oposição tímbrica, já lá estiveram. Aliás e provavelmente, de lá nunca saíram.

 

 

publicado por João Gil às 01:06
link do post | favorito
Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

Graças a Deus!

 A Igreja não tem que pressionar, limitar, nem sequer o direito de se impor na regulamentação dos casamentos da sociedade civil.

Sorry! 

Esse tempo acabou.

Os tempos mudaram.

Graças a Deus!

publicado por João Gil às 11:18
link do post | favorito
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Frango no forno

 A coisa mais inocente que me passou pela cabeça....

 

surgiu-me hoje ao caminho entre uma batata e outra,  

que  José Sócrates resolve a coisa quando se despachar a 

decidir quem vai ser, e se é que vai ser, o dono do 5º canal de TV. Convenhamos, não dá lá muito jeito aos canais que já cá andam.

 

Tudo por causa de um belo frango no forno.

 

 

publicado por João Gil às 23:14
link do post | favorito
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

Gritava contra o silêncio

(clicar)

 

Música: João Gil

Letra: Sophia de Mello breyner Andresen

Voz: Carminho

Fotos: Vasco Gil

 

publicado por Baggio às 10:43
link do post | favorito

mais sobre mim

Playlist da semana

Windows Media Player:
Listen to My Radio on MediaMaster.com ITunes:
Listen to My Radio on MediaMaster.com

arquivos

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

subscrever feeds